Campeonato Brasileiro

Rumo ao título do Brasileirão: saiba o que o time do São Paulo planeja para essa conquista

289views

O lema do São Paulo tem sido “partida por partida” do técnico do clube, Diego Aguirre. Contudo, “por trás das cortinas”, a equipe sem sombra de dúvidas faz diversos cálculos para a conquista do título do Brasileirão.

O time do São Paulo é o líder do Campeonato Brasileiro, depois de 25 rodadas, contabilizando 50 pontos, um a mais do que o Internacional. A equipe Tricolor tem ciência de que a pontuação requerida para se tornar o campeão brasileiro desse ano (nesse caso, seria o septuagésimo) será superior a 70 pontos. Um número que proporcionaria uma maior tranquilidade, segundo debates entre os membros do time, é de 77 pontos.

De acordo com o matemático do site “Info Bola”: “Garantido contra qualquer coisa é entre 77 e 78 pontos. Mas com 76 pontos a probabilidade é altíssima. Eu digo que com 76 pontos vai dar. Só se os perseguidores possuir uma alta qualidade poderia ter uma hegemonia, o que quebraria essa primeira regra com campanhas excepcionais”.

“Estamos no 13º Campeonato Brasileiro por pontos corridos (com 20 clubes) e o máximo que o vice fez foi 72 pontos. O Grêmio contra o próprio São Paulo, em 2008, e o Atlético-MG (na disputa com o Fluminense), em 2012”, emenda Tristão.

A premissa básica estabelecida pelo matemático para as contas do campeão é a média de dois pontos por jogo. É exatamente o estágio atual do São Paulo: 50 pontos em 25 partidas. Nesse raciocínio, o time campeão vence todos os jogos em casa e empata todos fora, alcançado 76 pontos em 38 rodadas.

Essa é a situação do momento. Entre dirigentes, comissão técnica e jogadores, há ainda a lamentação pelos empates com Paraná (lanterna, fora) e Fluminense (em casa). Mas a sensação é de que o time está no caminho certo.

“Às vezes o campeão faz mais ou menos (do que 76 pontos). Mas uma coisa é certa: o vice não faz isso. O Brasileiro é muito disputado. É muito difícil o segundo colocado conseguir essa média de dois pontos a cada jogo”, falou Tristão.

A linha de raciocínio do São Paulo é exatamente nesse sentido de vencer em casa e acumular pontos fora sempre que for possível, nas palavras de Jucilei. Como aconteceu na partida clássica contra o Santos, na Vila Belmiro, momento esse em que o empate foi celebrado pelos próprios jogadores e pelo técnico Aguirre.

“Óbvio que a gente conversa entre a gente. Temos que ganhar a partidas em casa. Mais importante é vencer em casa. E fora é procurar beliscar em certos jogos os três pontos. Quando não dá pra beliscar três pontos, você não perde e soma um ponto. Temos isso em mente”,  declarou Jucilei.

Quando perguntaram a ele na segunda-feira à tarde, antes do embate entre Chapecoense e Internacional que trouxe de volta a liderança ao São Paulo, a respeito se o fôlego do time do São Paulo poderia talvez estar no finzinho no segundo tempo, Jucilei deu a seguinte resposta:

“Como acabou o gás? A gente está brigando na ponta da tabela. Esses números que esses matemáticos fazem não dá para entender. Estamos brigando pau a pau com o Inter, o mesmo número de pontos. Empatamos e passamos um. O Inter joga hoje (segunda-feira), tem de fazer a parte dele. Às vezes a mídia cria uma situação que não dá para entender. A gente tem todo o fôlego. Tem 13 rodadas ainda. Essa é a hora do sprint final para o título. Lógico que temos nosso objetivo, como o Inter e o Palmeiras têm o deles. Mas o fôlego continua mais alto ainda. A vontade de vencer só vem aumentando”.

Leave a Response

danimennitti
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.