Liga dos Campeões

Lyon ganha do Manchester City na Liga dos Campeões

245views

Aconteceu algo inimaginável nessa quarta-feira em que houve Liga dos Campeões. Na rodada de estreia do Grupo F do principal campeonato europeu, o Lyon apresentou uma estratégia sagaz e ganhou do Manchester City por 2 a 1 justamente no Etihad Stadium. Os gols do time francês foram feitos por Maxwell Cornet e Nabil Féki. Enquanto isso, Bernardo Silva reduziu a diferença para os ingleses.

Como é de costume, o time de Pep Guardiola iniciou a partida ativa no campo de ataque. A despeito do Lyon não se concentrar somente em defender e buscar encontrar algumas saídas através de contra-ataques, eles perceberam que estavam em uma situação complicada para defender todo o vigor do time da casa, sobretudo com Sterling, atleta que mais tentava cavar oportunidades, principalmente pela esquerda.

A primeira chance efetiva foi gerada aos 17 minutos, no momento em que Gündogan fez um cruzamento a partir da esquerda, Anthony Lopes não teve uma boa saída do gol e a bola restou para Laporte, que, sem uma posição adequada, deu uma cabeçada e observou a bola bater na trave.

Depois da pressão inicial do Manchester City, o Lyon conseguiu equilibrar o jogo com uma estratégia de foco na posse de bola. Aos 23 minutos, o Lyon obteve a sua primeira chance: Ndombélé driblou dois marcadores do time inglês com somente um toque e tocou em densidade para Cornet, que até conseguiu marcar o gol, porém ele se encontrava em posição irregular.

A jogada era uma espécie de pressentimento do que estava prestes a acontecer. Passados 3 minutos, o Lyon botou pressão nos meias do Manchester City, Fékir conseguiu recuperar a bola, fez a tabelacom Aouar e, depois de um enorme sprint, fez o cruzamento para a área. No começo, era um lance sob controle para a defesa do times inglês, porém Delph não foi capaz de dar uma cortada na bola, que sobrou para Cornet emendar para o gol.

Esperto, o time francês soube como pressionar o Manchester City quando preciso e colheu os louros da vitória depois disso. Fékir tirou a bola de Fernandinho na intermediária, prosseguiu com bastente espaço e finalizou com tudo, sem qualquer probabilidade de qualquer defesa para Ederson, ampliando a vantagem do Lyon.

Estando em desvantagem no placar, Guardiola concretizou a entrada de Leroy Sané com 10 minutos do segundo tempo, procurando imprimir mais força no ataque. Mesmo tendo estado presente no terço final do campo, o City não deu conta de transformar a posse da bola em chances reais, e o pouco que fez não foi o bastante para pregar um susto para valer na defesa do Lyon.

O time francês, por outro lado, permanecia apostando em esboçar reações aos ataques do Manchester City, procurando gerar oportunidades a partir das falhas dos atletas ingleses. Aos 15 minutos, Ndombélé, um dos melhores atuando em campo, deu um passe filé para Depay, que finalizou na trave, desperdiçando a chance de aumentar o placar.

Sergio Agüero entrou na partida aos 18 minutos da fase complementar. Três minutos depois, os mandantes reduziram, no momento em que Sané disparou em velocidade pela esquerda, deu um belo drible Rafael e tocou para a entrada da área, local onde Bernardo Silva estava para finalizar e reduzir o placar no Etihad Stadium.

Leave a Response

danimennitti
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.