Foto: Twitter Libertadores
Libertadores

Conmebol prioriza a Libertadores e pede para seleções não chamarem jogadores do River e Boca

820views

Por meio de uma carta oficial, solicita que durante a data da FIFA de novembro as seleções afiliadas não chamem aqueles que jogam nos finalistas.

A Argentina foi a primeira a tomar a iniciativa e Lionel Scaloni  apresentou uma lista com as ausências de jogadores do Boca e do River  que defenderam a seleção na última vez. Entre eles estão Franco Armani , Exequiel  Palacios e Gonzalo  Martínez , de Millo, e Cristian Pavón , de Xeneize. No entanto, não é a única associação que preocupa.

Colômbia e Uruguai também têm jogadores nos finalistas da Copa Libertadores que afetam diretamente Boca e River.

Antes desta decisão, o descarte em favor da Boca e Rio veio com Wilmar Barrios , Edwin Cardona e Juan Fernando Quintero , sendo apenas a seleção do Uruguai como o único pendente para confirmar a ausência de dois jogadores em sua lista: Camilo Mayada e Nahitan Nández .

Maestro Tabárez apresentou sua lista no meio dos dias de outubro, e inclui os panfletos de River e Boca. Na ausência de uma comunicação oficial da AUF, a Conmebol decidiu antecipar os dias da primeira travessia , de modo que a Celeste reduza seu chamado para os jogadores.

” Nós pedir considerando o plano de fundo da carta anexa, e no fim de desenvolver a final em igualdade de condições para todas as equipes que as Associações Membros não consideram a chamar jogadores das equipes mencionadas acima (Boca e River)”, destaca a carta assinada por José Manuel Astigarraba, Secretário Geral, e Monserrat Jiménez, Diretor Jurídico da Conmebol.

Leave a Response

Jose Neto
Coordenador do portal Diário Esportes, apaixonado por futebol. Arrisco alguns jogos no fim de semana.