Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Cruzeiro

Cruzeiro encerra fase de grupos do Mineiro para manter hegemonia e tradição

508views

Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), o Cruzeiro recebe a Caldense no estádio do Mineirão para tentar manter a vice-liderança da fase de grupos e ir com vantagem para a próxima fase: jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols até uma eventual semifinal do Estadual. O time soma 22 pontos, três a menos que o líder Atlético-MG, que não poderá ser ultrapassado por conta do número de vitórias. O América-MG é o terceiro com 21 pontos.

A Raposa tenta nesta edição terminar invicta na fase de grupos pelo quarto ano seguido, além de ter a melhor defesa no período. Atualmente ocupa o posto ao lado do Atlético-MG, ambos levaram cinco gols. Desde 2005, quando o atual formato entrou em vigor, o Cruzeiro teve por nove vezes o melhor sistema defensivo (2005, 2006, 2009, 2011, 2013, 2014, 2016, 2017 e 2018). Nos outros anos, o posto ficou com: Rio Branco (2007), Atlético-MG (2008), Ipatinga (201), Atlético-MG (2012) e Caldense (2015). Em 2019, o Cruzeiro levou quatro gols nos primeiros quatro jogos e depois apenas um nos seis restantes (no empate por 1 a 1 com a URT).

Além dessas marcas no Campeonato Mineiro, o Cruzeiro detém a de ser o único time da Série A do Campeonato Brasileiro que ainda não perdeu em 2019, somando todas as competições. São 73,3% de aproveitamento, com sete vitórias e quatro empates.

Melhores sistemas defensivos do Estadual desde 2005 

2005 – Cruzeiro – 7 gols sofridos 
2006 – Cruzeiro- 5 gols sofridos 
2007 – Rio Branco – 8 gols sofridos
2008 – Atlético-MG – 8 gols sofridos
2009 – Atlético-MG e Cruzeiro – 8 gols sofridos
2010 – Ipatinga – 11 gols sofridos
2011 – Cruzeiro – 8 gols sofridos
2012 – Atlético-MG – 7 gols sofridos
2013 – Cruzeiro – 9 gols sofridos
2014 – Cruzeiro – 4 gols sofridos
2015 – Caldense – 4 gols sofridos
2016 – Cruzeiro – 6 gols sofridos
2017 – Cruzeiro – 8 gols sofridos
2018 – Cruzeiro – 2 gols sofridos

Cruzeiro x Caldense

Enquanto o Cruzeiro é o vice-líder do Mineiro, a Caldense ocupa a quinta colocação com 13 pontos e pode terminar a fase de grupos no máximo em quarto lugar e no mínimo em sétimo. As equipes já se enfrentaram em 77 jogos, com ampla superioridade da Raposa: 51 vitórias, 20 empates e seis derrotas. O último triunfo da Caldense frente o time celeste no Mineirão pelo Estadual foi no dia 25 de fevereiro 1995, 1 a 0.

Provável Cruzeiro: Fábio; Edilson, Leo, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique (Lucas Silva) e Lucas Romero (Ariel Cabral); Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred.

Provável Caldense: Omar; Carlinhos, Renato Silveira, Rodolfo e Edu Pina; Renan, Romário e Felipe Baiano; Lorran, Judson e Salatiel.

Leave a Response

Bruno Canuto
Redator esportivo no Diário Esportes com experiência em assessorias de comunicação e de imprensa, com passagens pelo Uol Esporte e GE.